NAVEGUE PELA COBERTURA EDUCOMUNICATIVA REALIZADA POR 100 ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

2 de agosto de 2008

Viração ganha Prêmio Tim Lopes

Revista vence projeto de reportagem na categoria Mídia Online e Alternativa

Oito projetos de reportagem foram premiados pela Comissão Julgadora do 4º Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo. Embora o concurso tenha previsto inicialmente cinco premiações, o Júri decidiu, após a avaliação dos trabalhos inscritos, conceder duas menções honrosas e uma premiação adicional para Mídia Online e Alternativa, categoria da qual a Revista Viração foi vencedora.

O Concurso Tim Lopes é uma iniciativa que tem como objetivo fortalecer a mobilização social em torno de dois graves problemas que afetam milhares de crianças e adolescentes do País: o abuso e a exploração sexual. Ao contrário da maior parte dos concursos jornalísticos, o Tim Lopes não premia matérias já prontas, mas sim apóia a realização de pautas originais e inovadoras sobre o tema. Cada projeto selecionado recebe, além de um prêmio no valor de R$ 3 mil, uma bolsa de incentivo à investigação, que pode chegar a R$ 16 mil, para cobrir as despesas com a produção da reportagem. Além deste apoio financeiro, os jornalistas têm à disposição duas especialistas na temática que atuam como consultoras para os projetos.

A novidade desta edição é que as duas propostas selecionadas com menção honrosa, o jornal Correio Braziliense e a RBS TV, serão apoiadas financeiramente pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. "O prêmio Tim Lopes traz uma efetiva contribuição para a revelação da realidade da exploração sexual de crianças e adolescentes do Brasil. Embora visível nas esquinas, nas estradas, o problema é pouco revelado", afirma a secretária-executiva do Comitê, Neide Castanha.

Ela afirma que o concurso tem um resultado que vai além das reportagens. "As matérias são uma fonte de pesquisa para análise da situação no País", aponta. "O Concurso cumpre um papel de mobilização da sociedade, através dos formadores de opinião, e isso é uma estratégia mais do que necessária para o enfretamento de uma violência dessa natureza".

Pelo Brasil

Para produzir a reportagem da Viração, que será capa de novembro, Jaqueline Almeida Ferreira e Alinne Abrahão da Conceição, do Conselho Virajovem Pará, irão participar de uma formação da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi), que será promovida em agosto, em São Paulo. "Sabemos da importância social desse concurso, e de como poderemos estimular a discussão sobre políticas públicas perante os temas relacionados à violência contra criança e adolescente, diz Alinne, que estuda o 2° ano de jornalismo. Ela conta que, para fazer a reportagem, terá o apoio dos outros conselhos da Vira pelo País. "Passaremos por alguns Estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, Pernambuco, Pará e Brasília".

Segundo o gerente do Núcleo de Mobilização da Andi, Carlos Ely, os organizadores do concurso consideram importante o papel desempenhado pelos veículos alternativos (sites de notícias, rádios e TVs universitárias, veículos comunitários), por isso a criação dessa categoria. "Além de alcançarem públicos bastante específicos que muitas vezes não estão contemplados em outras mídias, estes veículos também cumprem um papel didático e de formação, em especial para os estudantes de jornalismo que atuam nos veículos de comunicação das universidades ou aqueles que são produzidos por jovens e adolescentes".

Quando questionado sobre a participação da Vira nesta edição do concurso, Carlos conta que a metodologia aplicada pela revista, com a participação de jovens de várias regiões brasileiras, foi um dos fatores que chamou a atenção do Júri na premiação. "Teremos a rara oportunidade de ver expressa a questão do enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes por uma perspectiva nova, dos jovens. Certamente isso resultará em uma representatividade e pluralidade muito maior da reportagem".

A quarta edição do Concurso Tim Lopes é uma iniciativa da ANDI e do Childhood - Instituto WCF Brasil, com apoio da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj), Organização Internacional do Trabalho (OIT), UNICEF e Portal Imprensa. O concurso conta ainda com a cooperação da Paris Filmes, da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho e Fundação Abrinq.

TÁ na MÃO:

Confira no site da ANDI a lista dos vencedores: www.andi.org.br

Postado por Carmen Gattás

Um comentário:

Josete disse...

Aê Carmem!
Gostei do blog viu? Estou me preparando para o seminário o uso da internet para crs e adolescentes.
Vc sabe me dizer quanto tempo de apresentação eu tenho? Teremos alguma reunião para compartilhar os materiais? Há outro espaço para conversarmos sobre esse assunto? Vou colocar esse link no meu blog na seção eventos e por favor, comente lá, está bem? Obrigada,
Josete