NAVEGUE PELA COBERTURA EDUCOMUNICATIVA REALIZADA POR 100 ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

11 de novembro de 2008

Juventude e Meio Ambiente

http://www.youtube.com/watch?v=B1D9amgs6fo


Conclusões sobre o VI Simpósio Nacional de Educomunicação - Marcellus William Janes

O VI Simpósio Nacional de Educomunicação foi bastante rico e estimulante por trazer mais um campo de atuação para a área transdisciplinar da educomunicação, que foi a socioeducação ambiental, ou seja experiências que a área ambiental está tendo com educomunicação, principalmente pelo apoio institucional que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) está dando a iniciativas educomunicativas, particularmente pela simpatia pessoal que o Ministro Carlos MInc tem a estas propostas. Segundo a visão do MMA, e particularmente do Ministro Carlos Minc, experiências de educação ambiental com o auxílio da comunicação tem que sair da escola para seu entorno, pois a educação muda patamares de civilização na tragetória do ser humano sobre o planeta o e papel desta no Século XXI é educar para a sustentabilidade, e para estimular essa conscientização dos alunos, nada mais motivador do que eles mesmos produzirem mídias sobre conteúdos ambientais.

Apesar do compartilhamento de ricas experiências de educomunicação disseminadas em várias áreas com características transversais, e em diversos pontos geográficos diferentes do país, parece que as mesas sempre composta por acadêmicos ou representantes dos ministérios, se por um lado revela a força conceitual da construção do campo de conhecimento da educomunicação, e assim conquista o reconhecimento do Estado, traduzido em algumas experiências de políticas públicas, como é o caso do MMA que abraçou a proposta; por outro lado faltou neste Simpósio, para compartilhar as experiências e reflexões, o movimento popular, as Associações de RCs. (ABRAÇO, AMARC), OBORÉ, Mandato do Vereador Carlos Neder, que sempre estiveram na luta pela democratização da informação. Além disso, faltaram nas mesas, também representantes do MEC e do Ministério das comunicações, que estão relacionados a questão.

Seria interessante para a continuidade deste Simpósio, a formação de um Fórum de educomunicadores participantes do mesmo, que dê continuidade as questões levantadas, mantenha integrado estes participantes e tente aglutinar forças para aproximar os setores descritos acima que não participaram.

Senti falta também de uma Sessão Pôster durante o Simpósio, para relato de experiências com educomunicação.

Informo que em agosto fui apresentar minha dissertação de mestrado na ANVISA em Brasilia e a audiência se interessou muito sobre as propostas de educomunicação para incentivar a participação popular no empoderamento da cidadania junto a questões de vigilância sanitária. Como minha orientadora , também é da equipe de formação da ANVISA em Brasília, me diponho a intermediar uma possível parceria d o MMA com a ANVISA em experiências educomunicativas como a proposta de expansão nacional do programa "Nas ondas do ambiente".

Agradeço poder ter tido a oportunidade de compartilhar momentos tão ricos com os educomunicadores do Simpósio.
Marcellus William Janes
Assessor de Comunicação/Imprensa da FSP USP
Mestre em Comunicação e Saúde pela FSP USP
Especialista em Gestão de Comunicação pela ECA USP
Cartunista free-lancer
e-mail: mwjanes@usp.br

Postado por Carmen Gattás

Nenhum comentário: