NAVEGUE PELA COBERTURA EDUCOMUNICATIVA REALIZADA POR 100 ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

15 de maio de 2008

Floresta em pé vale mais

O fundo britânico de capital de risco Canopy celebrou um acordo com o governo da Guiana para conservar 371 mil hectares de floresta da reserva de Iwokrama. O acordo testa um modelo de exploração de serviços de ecossistemas, buscando fazer com que as florestas tenham mais valor preservadas do que cortadas. A idéia é estabelecer qual é o valor aceito pelo mercado dos benefícios gerados pela floresta, como acontece com os créditos de carbono, comercializados na forma de certificados. O fundo Canopy propõe-se a custear parte do orçamento para preservação da reserva e, em troca, quer participação nos direitos sobre os "serviços ecológicos" gerados pela floresta, como a criação de chuvas e a regulação do clima. "Como é possível que serviços do Google valham bilhões e as florestas tropicais do mundo não valham nada?", indagou Hylton Murray- Philipson, diretor da Canopy, segundo o jornal The Independent. (Revista Pesquisa Fapesp, maio 2008, n.147).http://charges.uol.com.br/2007/06/29/mundo-grandes-homens-grandes-ideias/

Nenhum comentário: