NAVEGUE PELA COBERTURA EDUCOMUNICATIVA REALIZADA POR 100 ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

16 de maio de 2008

Marina sai. Que pena!


Quando estive em Brasília na semana passada, para a III Conferência Nacional de Meio Ambiente (CNMA), vi a ministra nos corredores do centro de convenções dando toda a atenção do mundo para as pessoas que a paravam para fotos, abraços e pedidos. Ainda conversou com a imprensa, sem fazer distinção entre os jornalistas de grandes veículos e nós, blogueiros como o João Malavolta (do Ecobservatório). Teve tempo até de dar um recado aos educadores ambientais:

"Vocês são fortes em mobilização local, pensando políticas nas atividades do cotidiano. Lembrem-se sempre que o compromisso não pode ficar apenas nas palavras, mas se fortalecer nas atitudes!"

Marina é uma espécie de símbolo positivo para o movimento ambientalista – e ouso falar, para quem andava desacreditado com o PT e via na ministra uma “representante” nossa, brigando com outros ministérios... a revista Imprensa nos brindou, este mês de maio, com uma entrevista que me fez acreditar ainda mais em sua postura dentro do governo.

Enquanto os colegas jornalistas conjecturam quem será o novo ministro (acompanhe a discussão no Blog do Noblat), tenho duas, entre tantas preocupações: 1) Como vai ficar a educação ambiental, uma das coisas que vejo avançando com apoio do MMA; 2) O futuro de Marina. Daria uma bela articuladora de EA, especialmente nas questões que unem gênero e meio ambiente, tema de uma das oficinas da conferência.

Postado por Débora Menezes às 2:15 PM 0 comentários

Nenhum comentário: